Artéria recebe Prêmio Governador do Estado 2017

Arteria - premio governador do estadoTroféu do Prêmio Governador do Estado 2017, projetado por Ana Maria Tavares

A revista Artéria venceu o Prêmio Governador do Estado de Artes Visuais 2017 em duas categorias: voto do júri e voto popular.

O Prêmio Governador do Estado de São Paulo para a Cultura é uma das ações de reconhecimento da importância e relevância da artes para o desenvolvimento dos cidadãos paulistas. Criado nos anos 1950 e retomado em 2010, o Prêmio homenageia artistas, grupos e entidades que tenham marcado a produção cultural com trabalhos de destaque no ano anterior. Os indicados são escolhidos por comissões julgadoras especializadas e independentes. Os finalistas são, portanto, um conjunto seleto, mas representativo, dos milhares de profissionais dedicados ao fazer artístico no Estado de São Paulo.

A revista Artéria começou a ser pensada por Omar Khouri e Paulo Miranda em 1974, em Pirajuí/SP. A publicação da editora Nomuque gradualmente atingiu a Capital e o restante do País, empregando poetas, artistas visuais, artistas gráficos, músicos e videoartistas, entre outros. Ao longo de sua trajetória, reuniu um amplo arco de talentos, que inclui desde Augusto e Haroldo de Campos até integrantes de gerações mais recentes, como Arnaldo Antunes e Tadeu Jungle. São quatro décadas da persistência na afirmação da qualidade da produção nascida da arte concreta.

Em 2015, a revista comemorou seus 40 anos de publicação com a exposição Artéria 40 anos – revista de poesia realizada na CAIXA Cultural em São Paulo e Rio de Janeiro. O evento marcou o lançamento de nova edição da revista Lançamento da Artéria 11 e a produção de um documentário em andamento.

Artéria - EditoresPaulo Miranda e Omar Khouri, editores da revista Artéria desde 1974

Conheça os concorrentes em Artes visuais:

Ana Maria Tavares
Com expressiva penetração nacional e internacional, a escultura Ana Maria Tavares tem um trabalho que dialoga com várias linguagens e que se expande para a arquitetura. Sua obra é marcada pela inquietação quanto aos limites dos suportes tradicionais. Na exposição retrospectiva que ficou em cartaz na Pinacoteca do Estado entre final de 2016 e início de 2017 – mostra vencedora do prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte – ela interviu nas paredes do museu, fazendo o próprio edifício histórico de suporte.

Carmela Gross
Com percurso marcante tanto no País quanto no exterior, a artista emergiu nos anos 1960 subvertendo os códigos de representação instituídos, numa época em que se discutiam novas formas de produção artística no Brasil. Logo a seguir, expandiu sua atuação para a docência, estabelecendo um trânsito original e crítico entre a prática artística e a universalidade. Carmela Gross tem visão expandida do desenho, que envolve diversos suportes e articulações com o espaço. Sua obra Nuvens (1967) está exposta em destaque na Pinacoteca do Estado.

Guto Lacaz
A produção do designer e artista visual Guto Lacaz transita entre múltiplas mídias, com destaque para as performances, que realiza desde os anos 1980, e a exploração das possibilidades tecnológicas na arte, sempre tratados com humor e ironia. Da arquitetura, que estudou na juventude, mas que nunca exerceu, ficou o interesse por formas geométricas. Parte do seu trabalho dedica-se a exploração de objetos do cotidiano; obras em que, não raro, contém uma reflexão sobre o consumo.

João Carlos Figueiredo Ferraz
Um dois mais importantes colecionadores de arte contemporânea no Brasil, o empresário destaca-se pelos esforços concentrados na ampliação do acesso público a esta linguagem artística, especialmente na cidade de Ribeirão Preto. Foi lá que criou o Instituto Figueiredo Ferraz, há mais de 30 anos, para compartilhar sua coleção com a comunidade do interior paulista, por meio de importantes exposições e expressivo trabalho na área de arte e educação. Recentemente foi anunciado como novo presidente da Fundação Bienal de São Paulo.

A cerimônia de premiação ocorreu na noite de segunda-feira, dia 29 de julho de 2017, no Teatro São Pedro, e contemplou outros artistas em nove categorias: Arte para crianças, Artes visuais, Cinema, Circo, Dança, Instituição Cultural, Música, Teatro e Territórios Culturais. Veja todos os vencedores.

Arteria_Premio Governador do Estado_©Heloisa Bortz_4Os editores da revista Artéria recebem o prêmio em cerimônia realizada no Teatro São Pedro. Foto: Heloísa Bortz

Arteria - premio governador do estado 3

Saiba mais sobre o Prêmio Governador do Estado 2017

+Artéria

Últimos posts

Catálogo virtual “Poesia Experimental Portuguesa” já disponível on-line

Catálogo virtual "Poesia Experimental Portuguesa" já disponível online

Abertura da exposição “Poesia Experimental Portuguesa” em Curitiba

Registro fotográfico da abertura da exposição "Poesia Experimental Portuguesa", na Caixa Cultural Curitiba

Série “Metareal” tem pré-estreia na Galeria Vermelho

Série sobre arte contemporânea tem pré-estreia na Galeria Vermelho, em São Paulo